segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Balanço

Ora bem,

Em Setembro deu-se a mudança,
Atirei-me de cabeça, sem saber bem para o que ia,
Era inevitável, mas, rapidamente, perdi mais umas quantas ilusões,
Não faz mal, ao menos ando a aprender a crescer sozinha,
A saber desenrascar-me, a saber sobreviver.

Assumi as consequências que poderiam advir das minhas opções,
Acho que fiz bem,
Aceitei o desafio, mas não desisto de procurar mais e melhor.

Vim parar a uma praia que não é bem a minha,
Enfim, conhecer pessoas novas que nada têm a ver comigo,
Mais uma vez, fui obrigada a acordar para a vida e sair do meu mundo cor-de-rosa,
Inacreditável como existem pessoas tão diferentes.

Entretanto, como se não chegasse, bora fazer uma Pós-Graduação,
Gosto,
Gosto de sair do escritório e ir para lá,
Sabe-me bem,
Aprendo imenso,
Estou em contacto com outras pessoas,
Mas e tempo para me dedicar de verdade à coisa??
Em Janeiro deixo de ter ainda menos vida, pois os exames aproximam-se.

Mais, em meados de Outubro passei à segunda fase da minha vida profissional,
Essa que não se avizinha nada fácil,
Que me faz andar a 1000 à hora,
Que me deixa sem tempo para mim,
Que me deixa, por vezes, angustiada,
Que me faz cada vez mais cabelos brancos,
Será que aguento isto!!!!???
Hei-de aguentar como os outros também aguentam.

Melhor, em 10 de Dezembro nasceu o meu querido M.,
Nunca tinha vivido nada assim,
Nunca tinha tido tal experiência,
Nunca tinha tido esta sensação,
Ele é tão fofinho,
Sinto saudades quando estou sem ele,
Só apetece apertar,
Só apetece enchê-lo de coisas e mais coisas.

Em meados de Dezembro, e porque de outra maneira não podia ser,
A P. acabou o curso,
Que alivio,
Que bom,
Que satisfação,
Agora vai começar a fazer parte do mesmo meio que eu,
Agora ainda nos vamos entender melhor,
Agora vamos passar mal, ao mesmo tempo, nas mesmas coisas,
Agora é que ela vai ver o que dói.

Surpresa, o meu P. deixou de fumar,
Ainda não se pode afirmar isto com tanta certeza,
Mas até agora tem corrido bem,
Surpreendeu-me.

A R. foi viver sozinha,
Agora sim existe uma casa sempre à disposição,
Jantaradas, lanches, copos, filmes,
Qualquer tempinho livre lá vamos todas.

E eu cá estou,
Sem novidades de maior,
Uns dia melhor, outros pior,
Mas a aguentar o barco,
O que vale são os fins-de-semana,
Que passam a voar,
Mas que sem eles daria, certamente, em maluca.
O que seria de mim sem as noitadas e os copos ao fim-de-semana.
O que seria de mim sem os meus amigos,
O que seria de mim sem a minha família.

Bom, o Natal já era,
Acabaram-se a prendas,
Acabou-se a euforia das compras,
E agora resta-nos festejar o final deste ano e o inicio de 2010.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Shebas

Há amigos que fazemos a quem poderíamos passar toda a vida a dizer: Obrigada!
Porque faz sentido, porque é justo, mas felizmente, aos verdadeiros amigos é dispensável porque termos como: se faz favor, obrigada, entre outras...palavras tão importantes no trato social comum... entre amigos carecem de sentido, pois fazem parte de algo maior que é amizade. Tornam-se por isso desnecessárias.
Porém, a ti um grande Obrigada porque faz todo o sentido. Acabaste de sair, mas é sempre mais fluído escrever do que dizer.
Exerces sobre mim um ascendente punitivo superior aos meus próprios pais, não que os meus pais sejam relapsos, que, de facto, não são, exerce-lo com a intensidade que exerces, porque chegas à minha consciência como se houvesse um canal directo entre a tua boca e o meu cérebro. Quando faço merda és aquela pessoa a quem tenho medo de ligar, porque sei que me vais fazer ver com uma frase todas as minhas falhas. E por isso sei que entraste da minha vida de um modo irreversível. Não sei se acredito no destino, no que tem de ser será...não sei. Não sei imensas coisas, mas sei que te conheci porque tinha de te conhecer, porque quando nascemos, nascemos amigas e o tempo encarregar-se-ia de nos fazer encontrar. Sei que te conheci porque há algo em ti que me ajudou a evoluir, sei que te conheci porque me fazes falta. Sei que tínhamos de nos conhecer para, mutuamente, nos tornarmos melhores pessoas.
E acredito, que independentemente de chamadas telefónicas, mensagens e encontros, caipirinhas, não interessa...quando uma chorar o ombro da outra estará lá, quando uma conseguir alguma coisa a outra estará lá para festejar.
Porque a amizade é assim, não interessam circunstancialismos ocasionais, nada a impede, porque é natural, ela é tudo o que temos e é tudo o que precisamos.
Por tudo o que já passou e pelo muito que está para vir:

OBRIGADA!
Adoro-te, e não tenho dúvidas que seremos amigas para sempre, porque isso não depende de nós nem de ninguém, é assim e pronto!

E ainda, a propósito do presente que me acabaste de oferecer, e porque os grandes autores são assim, li a dedicatória do livro que me deste e fiquei logo fascinada, portanto passo a trancrever:

A Pilar, como se dissesse água

in Caim, José Saramago

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

É hoje, ele nasce ainda hoje!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Porque é que o Planeta é o 51?

Noite no cinema :) Fomos ver o Planeta 51 e praticamente só haviam adultos naquela sala de cinema. Os filmes de animação são para todos.
Podia ser mais divertido, mas ainda assim, não deixa de ser um tempo bem passado.

domingo, 29 de novembro de 2009

Ele já começou a dar sinais de querer nascer, desde quinta-feira que andamos à espera.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

E eu não votei nem nada...


mas não poderia concordar mais. Foi eleito o homem do ano pela revista People, não sei quem vota, como se escolhe o vencedor mas que o senhor Deep merece, lá isso merece.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

22 de Novembro

Dia do meu aniversário, foi um Domingo bastante agradável. Um dia bonito e luminoso.

23

Foram-se os 23. Que os 24 sejam bem melhores, isto porque os 23 não foram maus, mas também não chegaram a ser bons. Nem aquece nem arrefece. Voaram, se passou tão rápido talvez signifique que não foi mau de todo...talvez. Foi um ano relativamente indiferente. Enfim, vinte-e-quatro soa mais simpático, e, que o seja de facto.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Aquela música publicitária do Pingo Doce é verdadeiramente irritante. Assim como os outros anúncios também, o António Melo Sousa e Silva....GRRRRRRRRRH

domingo, 1 de novembro de 2009


E antes que o dia acabe, muitos Parabéns à HELLO KITTY, que faz hoje 35 anos.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Elegia

Cada filme que vejo com a Penélope Cruz é uma revelação. O filme pode não ter nada de especial, mas tendo ela ganha um je ne sais quoi. Cada vez gosto mais dela.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

My sister's keeper

Filme a puxar a lagriminha, e lamechas como eu me tornei recentemente, óbviamente verti uma ou outra lágrima, que é como quem diz chorei que nem uma Madalena e fiquei deprimida uma meia hora após o final do filme. Não sabia muito sobre o filme antes de vê-lo, mas lembro-me de ter ouvido dizer que a actuação da Cameron Diaz era excepcional, a sua passagem para a interpretação de papéis de mãe. Não achei absolutamente má, porém, não foi nada de extraordinário, se bem que arrisco a dizer que talvez uma outra actriz enriquecesse o filme.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

25

É hoje.
Os meus pais casaram-se há 25 anos atrás. E,
já não há casamentos assim. Uma vida,
pelo menos,
estão há mais tempo casados do que eu a passear por este mundo.
E sendo este o casamento, a união, a aliança que acolheu e concebeu o dito passeio por aqui
que é a minha vida...deveria ter planeado alguma coisa. Lembrei-me há uns dias atrás, convencida que ainda faltava muito esqueci-me....e só hoje me voltei a lembrar...ou melhor, fui lembrada pelos próprios. Argh, deveria ter irmãos que fossem melhores filhos do que eu sou.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

domingo, 25 de outubro de 2009

Horário

Esta mudança de hora deixa-me louca, não posso com isto.
Sair do trabalho e já ser de noite há não sei quantas horas é do pior.
Não, a sério que não me esqueci, simplesmente, ando a viver a 10, 100, 1000, ou 10000:
- após o Verão, a mudança deu-se, não sei se para melhor ou se para pior. Só consigo dizer que tem coisas boas e tem coisas más. E que talvez seja obrigada a crescer mais rápido, e deixei de pensar que o mundo é flower power. Acho que chego à conclusão que não existem locais de trabalho ideais.
- depois, inscrevi-me na Pós-Graduação, meti esta na cabeça e ninguém ma tirou. Estou a gostar muito, mas também puxa muito por mim. Há semanas que não posso com uma gata pelo rabo;
-o meu acne juvenil, que me atacou agora nesta idade, já esteve pior mas ainda não está bem. Sexta voltei à médica e vou ter de continuar o tratamento por mais uns longos meses (deposito todas as minha melhoras na minha base), se nunca esquecer a quantidade de cremes que tenho de pôr de manhã à noite;
-os fins-de-semana passam rápido, mas mesmo muito rápido, nem dou por eles, mas este, graças aos fantásticos comprimidos que a médica me mandou tomar, fiquei em casa todo o domingo, a vomitar e com dores de estômago, a torradas e chá. Já nem me lembro da última vez que fiquei todo o dia em casa, sem sair à rua, sem tirar o pijama e a rebolar do sofá para a cama e da cama para o sofá;
- no entanto, ontem tive uma baptizado e à noite fui jantar a Peniche, que estava cheio de surfistas do Campeonato de Surf;
- entretanto, falta pouco mais de um mês para o meu M. nascer. Epa mas que ansiedade, que coisa mais estranha!
- quanto ao resto tudo na mesma, não me sobra muito mais tempo para pensar em mais coisas, uns dias mais cansada que outros, mas mesmo assim não tão triste quanto isso.

o meu (mais recente) objecto de desejo

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Saramago

O tempo passa e a Igreja não muda, nem é preciso alegar o mui nobre valor da liberdade de expressão, cujo conteúdo muitas vezes é demasiado alargado segundo o conceito de algumas pessoas. E não, com isto não quero dizer que deveria haver censura, apenas rejeito a recondução à liberdade de expressão de declarações que são única e exclusivamente uma expressão de má formação pessoal e falta de educação, entre outras coisas.
O Saramago não tem o direito de dizer o que lhe apetece apenas por ser quem é, mas tem sim, o direito de expressar as suas opiniões, especialmente quando as fundamenta, como é o caso. Se há vantagem que um criador-artista tem é precisamente a faculdade de criar, produzir algo diferente sem necessidade de ser políticamente correcto. Consome a sua obra, quem quer. Prestigia o autor quem entende fazê-lo.
E sinceramente, ao fim de tantos anos de declarações polémicas porque é que toda a gente ainda reage de modo inflamado a cada coisa que ele diz? Já se percebeu há muito tempo que ele não acredita nem aprecia a figura do divino, que o culpa de muitos males e muita gente o acompanha nesta crença. E, convenhamos, não é totalmente indefensável a crueldade do divino, e várias passagens da Bíblia permitem esta defesa. Não que pessoalmente condene quem acredita em Deus, mas tantos podem acreditar e defender a bondade, como tantos podem adoptar posição oposta, e, esta última posição tornou-se bastante defensável nem tanto pela Bíblia, história de Cristo e vida dos Santos, mas muito pela história e evolução da Igreja.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Futebol

A selecção nacional é a sétima selecção mais valiosa do mundo, vale uma fortuna, ao que parece. Podiamos vendê-la para diminuir o défice, digo eu.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Se tanto me dói que as coisas passem



Se tanto me dói que as coisas passem
É porque cada instante em mim foi vivo
Na busca de um bem definitivo
Em que as coisas de Amor se eternizassem




Sophia de Mello Breyner

Into the wild

O livro está em lista de espera nas minhas leituras futuras, adoro o filme que data de 2007. Fascina-me o que representa. Jamais em tempo algum, seria capaz de fazer algo assim, mas não deixo de invejar quem tem a coragem de atirar tudo para o alto, e ignorar completamente tudo aquilo que somos obrigados e educados a valorizar. Enfim, queimar (literalmente) dinheiro não é para qualquer um, e acreditar que não se precisa dele é...indescritível.
Visto como um louco, um aventureiro ingénuo, rebelde sem causa...não interessa. É fascinante a audácia de alguém assim. O que seria do mundo sem os seus loucos?

Todavia, foi já tarde quando percebeu que entre a ficção e a realidade por vezes o fosso é abissal. Essa foi a dolorosa experiência de Chris McCandless que muitos perspectivam como própria de um maníaco misantropo desprovido de qualquer responsabilidade. Mas, por outro lado, o radicalismo de Chris McCandless é um acto de liberdade numa sociedade que diluiu o indivíduo à escala de um mero contribuinte ou de um número de segurança social de massas.

Bem, e a banda sonora do filme é GENIAL. Eddie Vedder no seu primeiro álbum solo, com esta banda sonora, obteve a nomeação para vários prémios nas categorias de melhor canção e melhor banda sonora.

domingo, 18 de outubro de 2009

Ídolos-programa caça talentos

A falta de noção de ridículo não tem limites.

Closer


"I don't love you anymore. Goodbye"

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Não tenho uma música preferida, nem um estilo musical, nem um escritor, nem um filme. Tenho momentos em que tenho vícios. Adoro, idolatro, sinto-me apaixonada por algo. Mas durante pouco tempo, sempre durante pouco tempo. Vem e vai.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Maitê na ordem do dia

Dah, Dah, Dah. Maitê Proença, caríssima, humor é coisa de gente inteligente, deixa-te disso. Cuspir é feio. Shame on you.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Parecidas...

Lavínia Vlasak
Audrey Hepburn

Já lidos o Crepúsculo e Lua Nova, agora ando com o Eclipse. E pronto, aqui me confesso rendida à saga destinada a adolescentes-jovens-adultos...

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Robert Pattinson poderá entrar em «Piratas das Caraíbas 4»

Actor é um dos nomes apontados para dar vida ao irmão do capitão Jack Sparrow


ver aqui.

Ora aí está!!! Uma bela ideia. Juntar J. Depp e Robert Pattinson num só filme, é definitivamente o que se pode chamar um elenco de luxo.

domingo, 4 de outubro de 2009

Assustada!!!

Já vi as primeiras referências ao Natal. Que horror! Acaba-se o Verão e zás, já é Natal. Cada vez gosto mais dos tempos (escassos...) de celebração de coisa nenhuma. Sem Natal, Páscoa, Carnaval, aniversários, sem as aborrecidas festas de calendário. Dias simplesmente. Dias normais.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

«E como ficou chato ser moderno agora serei eterno»

Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Estranhos vão os dias

Este mês foi estranho, verdadeiramente, o final de Agosto também. Alguma coisa mudou em mim, e ainda não percebi o que foi exactamente. Deveria existir um qualquer ritual de passagem para estes momentos. Estranhamente, estas férias que não foram fantásticas, foram as mais rápidas da minha vida, pestanejei, e, de repente: Setembro.
Chegam-me notícias de mortes de pessoas que em determinados momentos vi, sobre quem ouvi, rápidas e estúpidas mortes. Agravamento de doenças. Dá medo. Medo do dia seguinte, medo quando o telefone toca, quando alguém se atrasa, quando alguém parte de viagem. Não podemos viver a pensar que o pior pode acontecer, mas a verdade é que é assim. O pior pode sempre acontecer. Os tempos vão estranhos.

Ufa

Hoje a DGS lá me enviou a mensagem escrita para ter cuidado com a Gripe A, já me estava a sentir excluída!
Ando a ouvir em repeat mais uma musica da Anatomia de Grey!!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

WC

Por que é que as mulheres demoram tanto tempo quando vão à casa de banho?*


O grande segredo de todas as mulheres a respeito da casa de banho é que,
quando eras pequenina, a tua mamã levava-te à casa de banho, ensinava-te a limpar o tampo da sanita com papel higiénico e depois punha tiras de papel cuidadosamente no perímetro da sanita.

Finalmente instruía-te: "nunca, nunca te sentes numa casa de banho pública!"

E depois ensinava-te a "posição", que consiste em balançar-te sobre a sanita numa posição de sentar-se sem que o teu corpo tenha contacto com o tampo.

"A Posição" é uma das primeiras lições de vida de uma menina, importante
e necessária, que nos acompanha para o resto da vida. Mas ainda hoje, nos nossos anos de maioridade, "a posição" é dolorosamente difícil de manter, sobretudo quando a tua bexiga está quase a rebentar.

Quando *TENS* de ir a uma casa de banho pública, encontras uma fila enorme
de mulheres que até parece que o Brad Pitt está lá dentro. Por isso, resignas-te a esperar, sorrindo amavelmente para as outras mulheres que também cruzam as pernas e os braços, discretamente, na posição oficial de “tou aqui tou-me a mijar!”.

Finalmente é a tua vez! E chega a típica "mãe com a menina que não aguenta
mais” (a minha filhota já não aguenta mais, desculpe, vou passar à frente, que pena!). Então verificas por baixo de cada cubículo para ver se não há pernas. Estão todos ocupados.

Finalmente, abre-se um e lanças-te lá para dentro, quase derrubando a pessoa
que ainda está a sair.

Entras e vês que a fechadura está estragada (está sempre!); não importa…
Penduras a mala no gancho que há na porta… QUAAAAAL? Nunca há gancho!!

Inspeccionas a zona, o chão está cheio de líquidos indefinidos e fétidos, e não te atreves a pousá-la lá, por isso penduras a mala no pescoço enquanto vês como balança debaixo de ti, sem contar que a alça te desarticula o pescoço, porque a mala está cheia de coisinhas que foste metendo lá para dentro, durante 5 meses seguidos, e a maioria das quais não usas, mas que tens no caso de…

Mas, voltando à porta… como não tinha fechadura, a única opção é segurá-la
com uma mão, enquanto com a outra baixas as calças num instante e pões-te
“na posição”…

AAAAHHHHHH… finalmente, que alívio… mas é aí que as tuas coxas começam a
tremer… porque nisto tudo já estás suspensa no ar há dois minutos, com as pernas flexionadas, as cuecas a cortarem-te a circulação das coxas, um braço estendido a fazer força na porta e uma mala de 5 quilos a cortar-te o pescoço!

Gostarias de te sentar, mas não tiveste tempo para limpar a sanita nem a
tapaste com papel; interiormente achas que não iria acontecer nada, mas a voz da tua mãe faz eco na tua cabeça *“nunca te sentes numa sanita pública”*, e então ficas na “posição de aguiazinha”, com as pernas a tremer… e por uma falha no cálculo de distâncias, um finííííssimo fio do jacto salpica-te e molha-te até às meias!!


Com sorte não molhas os sapatos… é que adoptar “a posição” requer uma grande

concentração e perícia.
Para distanciar a tua mente dessa desgraça, procuras o rolo de papel
higiénico, maaaaaaaaaaas não hááááá!!! O suporte está vazio!
Então rezas aos céus para que, entre os 5 quilos de bugigangas que tens na
mala, pendurada ao pescoço, haja um miserável lenço de papel… mas para procurar na tua mala tens de soltar a porta… ???? Duvidas um momento, mas não tens outro remédio. E quando soltas a porta, alguém a empurra, dá-te uma trolitada na cabeça que te deixa meio desorientada mas rapidamente tens de travá-la com um movimento rápido e brusco enquanto gritas OCUPAAAAAADOOOOOOOOO!!

E assim toda a gente que está à espera ouve a tua mensagem e já podes soltar a porta sem medo, ninguém vai tentar abri-la de novo (nisso as mulheres têm muito respeito umas pelas outras).

Encontras o lenço de papel!! Está todo enrugado, tipo um rolinho, mas não importa, fazes tudo para esticá-lo; finalmente consegues e limpas-te. Mas o lenço está tão velho e usado que já não absorve e molhas a mão toda; ou seja, valeu-te de muito o esforço de desenrugar o maldito lenço só com uma mão.

Ouves algures a voz de outra velha nas mesmas circunstâncias que tu “alguém tem um pedacinho de papel a mais?” Parva! Idiota!
Sem contar com o galo da marrada da porta, o linchamento da alça da mala, o
suor que te corre pela testa, a mão a escorrer, a lembrança da tua mãe que estaria envergonhadíssima se te visse assim… porque ela nunca tocou numa sanita pública, porque, francamente, tu não sabes que doenças podes apanhar ali, que até podes ficar grávida (lembram-se??)…. Estás exausta! Quando páras já não sentes as pernas, arranjas-te rapidíssimo e puxas o autoclismo a fazer malabarismos com um pé, muito importante!

Depois lá vais pró lavatório. Está tudo cheio de agua (ou xixi? lembras-te
do lenço de papel…), então não podes soltar a mala nem durante um segundo, pendura-la no teu ombro; não sabes como é que funciona a torneira com os sensores automáticos, então tocas até te sair um jactozito de água fresca, e consegues sabão, lavas-te numa posição do corcunda de Notre Dame para a mala não resvalar e ficar debaixo da água.

Nem sequer usas o secador, é uma porcaria inútil, pelo que no fim secas as
mãos nas tuas calças – porque não vais gastar um lenço de papel para isso – e sais…

Nesse momento vês o teu namorado, ou marido, que entrou e saiu da casa de
banho dos homens e ainda teve tempo para ler um livro de Jorge Luís Borges enquanto te esperava.

“Mas por que é que demoraste tanto?” - pergunta-te o idiota.

“Havia uma fila enorme” - limitas-te a dizer.

E é esta a razão pela qual as mulheres vão em grupo à casa de banho, por
solidariedade: uma segura-te na mala e no casaco, a outra na porta e a outra passa-te o lenço de papel debaixo da porta, e assim é muito mais fácil e rápido, pois só tens de te concentrar em manter “a posição” e *a dignidade*.


*Obrigada a todas por me terem acompanhado alguma vez à casa de banho e
servir de cabide ou de agarra-portas! Passa isto aos desgraçados dos homens que sempre perguntam “querida, por que motivo demoraste tanto tempo na casa de banho?” …. IDIOTAS!*

(Recebido por mail)

outono

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

PARABÉNS SHEBINHAS

Tiveste aí uma vidinha extremamente cansativa durante uns tempos mas valeu a pena :)

PARABÉNS
:)
20


és a maior

e a escala acaba aí :)
Então Shebas estás actualizada em matéria de séries?

Assessor do PR

Este país e as escutas, as escutas e este país. Que tristeza! Deu barraca. Pois claro, tinha que dar.
Culpado ou bode expiatório? Lamentável.

Eleições (4)


Votar...Esquerda ou Direita?

Eleições (3)

O tempo de antena é uma... ...
verdadeira porcaria. Medíocre, medíocre!!!
Ver o tempo de antena é uma pura perda de tempo, ninguém consegue decidir nada a ver aquilo.

De boca aberta

Os grandes acontecimentos escandalosos-românticos-emocionantes tão típicos em novelas, filmes e afins habituam-nos à ideia que só aí eles têm lugar. Todo o acontecimento-escândalo tem as personagens previamente seleccionadas e um roteiro a preparar o acontecimento, mas depois, acontece um desses na nossa esquina. E uma pessoa lembra-se que, de facto, as pessoas são estranhas.

Vicky Cristina Barcelona

Penelope Cruz, Javier Bardem, Scarlett Johanssen

domingo, 20 de setembro de 2009

Review

E hoje, numa típica tarde de Domingo, revi o Dirty Dancing. Realmente o Patrick Swayze dançava muito bem. E, como ando numa fase de reviews, também revi o Crepúsculo. Quanto a este último, não sei se é algo que me deva envergonhar, porque esta confissão cai (bastante..diga-se de passagem) melhor em alguém adolescente, mas gosto da história de amor deste filme, gosto das vozes dos actores, dos silêncios nas conversas deles, os mistérios...enfim. Sou, portanto, um bocado pseudo adolescente fora de tempo.
E revi, ainda, o Vicky Cristina Barcelona (umas partes). Gosto à brava da Penélope Cruz e da banda sonora deste filme! O Javier também vai fantástico. E, surpreendentemente, acho que começo a simpatizar mais com a Scarlett Johanssen.

sábado, 19 de setembro de 2009

Chegaram as primeiras chuvas...e, eu já tinha saudades! Sou uma pessoa de Outono.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Eleições (2)

Quanto ao novo programa dos Gato Fedorento a entrevista mais divertida, até hoje, foi a de Manuela Ferreira Leite. O Ricardo Araújo Pereira é um máximo!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

"I had the time of my life"


Patrick Swayze, Dirty Dancing

R.I.P.

PARABÉNS SHEBINHAS



Parabéns.
Feliz aniversário!!!! Apesar de ser passado a trabalhar não é mau de todo, certo?!
Bem, já que se vivem tempos de mudanças itensas desejo que as saibas aproveitar pelo melhor, tirando partido dos problemas e das vitórias que vão aparecendo. E que esta nova etapa seja fantástica e recheada de (boas) novidades.
Feliz dia!!! :)
Sê feliz, Shebas Maria!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

No news, good news

...so they say. Hoje estava a contar, que de certeza, receberia uma tal notícia, e, até agora nada de nada. Fico ligeiramente aliviada, porque com isto, deixo andar...vai-se adiando a morte. Fico chateada, porque continuo em stand-by, fico com uma esperança, exactamente, pelo espírito subjacente à frase que serve de título ao post...

Fico parva!

Eleições (1)

Por feminismo, puro e duro, penso na Manuela como vencedora.

(mas não sei em quem votar, e óbviamente não votaria apenas por este motivo, se bem que....agora que falo nisto, quais os bons motivos para votar hoje em dia? )

"Toiro liiindoooo"

Ontem mataram um touro na praça em Monsaraz. Independentemente de apreciar ou não touradas, isso nem está em causa, se é proibido fazê-lo como é possível que o tenham feito? Se é proibido matar a bicharada na praça, é proibido e pronto.
Como é possível que uma comissão de festas tenha permitido/preparado este acontecimento? É certo que caso acontecesse como na maior parte das touradas e o animal fosse abatido fora da arena, seguramente, tal não aconteceria com festinhas e abracinhos, morte é morte, pronto...mas se é proibido matar o animal ali, porque raio, uma comissão organizada, com licenças e tudo-e-tudo o fazem?????

sábado, 12 de setembro de 2009

há coisas que não quero ver

...muitas

muitas

muitas...

Petulância

A arrogância é um mal da sociedade. Quanto mais ela é caracterizada como civilizada ou evoluída, mais padece deste mal. Um sem número de pessoas entende-se portadora de uma categoria superior: têm direitos, prioridades e são estes que, regra geral, não passam de um mero e vazio sinónimo de mediocridade. São uma manifestação de orgulho de pessoas que se elevam acima da sua condição.
O"agressor" age com sobranceria menosprezadora, a vítima da falta de educação alheia sorri, itimidada com a superioridade do interlocutor, que, com desfaçatez exige ser tratado como sendo quem não é.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Medoooooooo!!!!!!

Quem escreve assim é para assustar o destinatário da mensagem, certo?!

aplicaçaum
enimiga
fikei
memsagens
perceibi
Começei
axo

11/9

... desde da trágica queda das torres, 11 de Setembro tornou-se um sinónimo de azar. 11 de Setembro, mesmo sem recordar de imediato a queda das torres, basta ouvir a data e faço uma pronta associação a algo negativo.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Inquieta

Atropelada por um tractor metafórico.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

eu

Não gosto de blogs com o fundo de cor preta.

9.9.09

Poderia ficar para (a minha) história como um dia de alívio. Mas não me parece.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

36 anos

Então não é que hoje os meus pais fazem nem mais nem menos do que 36 anos de casados!!
Ja não há casamentos como antigamente.

Estou a torcer por ti...

Boa sorte!!
Faz o teu melhor.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Diz um professor de surf na RTP1 que a água fria (referindo-se especialmente ao mar, claro está!) nos proporciona imensas defesas. Pois que essas, seguramente, me fazem muita falta, não tenho nem uma dessas. Não aguento estas águas geladas. Da Costa da Caparica para cima tenho cãimbras, da Costa para baixo tenho muito muito frio.

domingo, 6 de setembro de 2009

Desemprego

Não nego a hipótese do meu (pessoalíssimo e mau) sentido de humor poder ser condicionante desta conclusão, mas vejo nas ruas muitas pessoas aborrecidas, tristes até. O que também não é animador quando uma pessoa tenta espairecer.
Esquecer a puta da vida é um problema, quando a vida já se esqueceu de nós.

sábado, 5 de setembro de 2009

Afinal, não houve decisão nenhuma. Mas o dia foi bem estúpido...
Esta semana foi má. E hoje outras pessoas decidirão uma solução que pode afectar-me, preocupar-me. Parece-me que quase todas as opções revelam egoísmo, de uma ou outra forma, nem sei que desejar. Espero uma luzinha na cabeça e no coração de quem tem de decidir. Sei que não é fácil para ninguém.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009


de muitas coisas.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Wake me up when september ends

As coisas, e são algumas, não vão bem. Eu não estou bem, e tão depressa isto não vai mudar. Infelizmente. Vive-se sob o signo da mudança geral, mas esta mudança...nada leva a crer que seja boa, nem simplesmente diferente.
A morte anda a rondar, e, mesmo que se esteja à espera, nunca se está preparada para isto. Mesmo que às vezes, seja o melhor, melhor nunca será. Talvez seja... o que é mesmo: o fim. Tudo tem um fim.

domingo, 23 de agosto de 2009

Acabaram-se as minhas férias :s

sábado, 22 de agosto de 2009

"A única diferença entre um capricho e uma paixão perdurável é que o capricho dura mais tempo."

Oscar Wilde

terça-feira, 18 de agosto de 2009

"Quando amamos, começamos logo a iludir-nos. E acabamos por iludir os outros. É a isso que o mundo chama um romance. Mas uma grande paixão a valer é relativamente rara nos nossos dias. Pode considerar-se privilégio dos que não têm mais nada que fazer. É para isso que serve a classe ociosa de um país."

Oscar Wilde

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Férias

Ora que já se passou uma semaninha bem passada em Odeceixe, com uma bela saída por Albufeira.
Pelo meio um fim-de-semana em Tróia de papo para o ar, piscina e praia.
Mas como nada é perfeito eis que o meu carro já aprontou das dele, deixou-me plantada numa bomba de gasolina, à uma da manhã, sem bateria. Muito bom, deu para andar um dia inteiro entretida de uma lado para o outro para resolver a situação. Há muito tempo que não me chateava com estas coisas, já era tempo.
Amanhã segue-se uma viagem até Sagres para o Festival Sagres.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

enrolações

Headphones, essa coisa do demo...pois que uma pessoa os pousa numa superfície lisa com os fios esticadinhos e estes enrolam-se sempre, nem sei como. Normalmente enrola-se sempre mais um fio de um phone, uma pessoa põe aquilo e está todo retorcido. Rasparta os nós...e sobre eles se podia dizer muita coisa, mas não, este post fica mesmo só assim, uma coisinha muito simples e idiota.

domingo, 2 de agosto de 2009

Antes e depois 8



Eva Longoria

Isabel Allende

Passei muito tempo a achar que não gostava desta autora, mas afinal, gosto muito. Este foi o último livro que li de Isabel Allende, e, li-o bastante rapidamente. Gostei.


Só não sou apreciadora da sua tentativa de literatura juvenil (A Cidade dos Deuses Selvagens, O Reino do dragão de ouro, O bosque dos pigmeus acho que é assim que se chamam, estes não!)

Ensaio sobre a Cegueira

E quando estava mais ou menos a meio do livro, deu-me uma súbita e estranha vontade de ver imediatamente o filme. E vi.

Atordoante. Muito.

Breves considerações:

-O Saramago tem ideias geniais
-A raça humana é, de facto, capaz de coisas medonhas.
-Tenho medo de um dia perder a visão.

sábado, 1 de agosto de 2009

Antes e depois 7


Jennifer Lopez

sexta-feira, 31 de julho de 2009

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Antes e depois 5



Giselle Bundchen

quarta-feira, 29 de julho de 2009

terça-feira, 28 de julho de 2009

Notícia

28.07.2009 - 15h30 PÚBLICO

Uma jornalista sudanesa deverá apresentar-se hoje em tribunal e poderá ser condenada a uma pena de 40 chicotadas, quase três semanas depois de ter sido interpelada pelas autoridades sudanesas num restaurante em Cartum, juntamente com 13 mulheres, por estarem vestidas de forma "indecente".As mulheres usavam calças e as autoridades sudanesas decidiram aplicar a Lei Islâmica, apesar de não serem muçulmanas. Dez das acusadas foram logo chicoteadas em público.Lubna Ahmed al-Hussein, que escreve para o jornal de esquerda Al-Sahafa e trabalha para a missão das Nações Unidas no Sudão, disse à agência AFP ter recebido "um telefonema das autoridades que me informaram de que devia comparecer às 10h00 de hoje diante do juiz"."Vão chicotear-me 40 vezes e aplicar-me uma multa de 250 libras sudanesas (70 euros)", apontou al-Hussein, que convidou a imprensa a estar presente quando se apresentar ao juiz e no momento em que lhe for aplicada a pena, como forma de protesto contra a lei sudanesa. "É importante que as pessoas saibam o que se passa aqui", acrescentou.As mulheres condenadas são do sul do Sudão onde a lei islâmica não é aplicada.

Antes e depois 3


Hale Berry
Boas Férias Shebas????
Mau já não te ponho a vista em cima durante os proximos tempos???!!!
Boas Férias Shebas
Dentro de pouco menos de 7 horas faço o último exame e depois, mal ou bem, entro de férias.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Shebas

Boa
Sorte
para o teu exame

Antes e depois 2


sábado, 25 de julho de 2009

sexta-feira, 24 de julho de 2009

E porque nem tudo pode ser mau...

Não é que este exame correu-me bem...
Vamos lá ver como será na terça-feira!
Depois de 3 noites de maratona a estudar, amanhã às 10 horas é o próximo!
espero mesmo que corra melhor que o de terça, caso contrário está tudo estragado (se é que não estraguei logo na terça!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!)

quinta-feira, 23 de julho de 2009

sim, porque eu tenho um problema.
Tristemente,

de

férias

e,

com uma tremenda dor de cabeça.

Recebido por mail

Vais ter relações sexuais? O governo dá preservativo!

Já tiveste? O governo dá a pílula do dia seguinte!

Engravidou? O governo dá o aborto!

Teve filho? O governo dá o abono de família!

Estás desempregado? O governo dá subsídio de Desemprego!

Estás na escola e não aprendes nada? O governo dá novas oportunidades!

És viciado e não gostas de trabalhar? O governo dá rendimento social de inserção (que raio de nome, gostava mais quando era rendimento mínimo garantido)!

AGORA...Experimenta estudar, trabalhar, produzir e andar na linha para ver oque é que te acontece!!!!!OS GOVERNOS OFERECEM-TE UMA BOLSA DE IMPOSTOS E RESPONSABILIDADESNUNCA VISTA EM LUGAR ALGUM DO MUNDO!!!!! SÃO TODOS A MESMA COISA!!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Férias

...nem quero ouvir falar delas.
Capacidade de me abstarir, zero.
Mente tranquila, zero.
Capacidade para me divertir, zero.

Jet Lag

Sinto os sintomas. Se tivesse viajado tudo bem, mas não, assim é só chato. Mesmo.

Porque a vida nem sempre corre como queremos...

Vivem-se momentos complicados neste blog.
Isto vai ter de passar, ai vai vai.

Chapeleiro Maluco

O novo filme :) Alice no País das maravilhas

Sentimentos meus

frustração s. f.
derivação fem. sing. de frustrar
frustração
s. f.
Acto!Ato ou efeito de frustrar.
frustrar - Conjugar
v. tr.
1. Privar (a outrem) do que espera com fundamento.
2. Iludir.
3. Baldar, inutilizar.
v. pron.
4. Ficar sem resultado.
5. Malograr-se.
6. Inutilizar-se.

terça-feira, 21 de julho de 2009

triste.
Que nervosssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss...
Lost in Translation

E é já daqui a umas horas que faço o primeiro exame nesta profissão que escolhi.
Mais uma batalha a vencer nesta guerra...

Quem me dera estar na lua

"Apollo 11 foi a quinta missão tripulada do Programa Apollo e primeira a pousar na Lua, em 20 de julho de 1969. Tripulada pelos astronautas Neil Armstrong, Edwin 'Buzz' Aldrin e Michael Collins, a missão cumpriu o objectivo final do presidente John F. Kennedy, que, em discurso ao povo norte-americano em 1962, estabeleceu o prazo do fim da década para que o programa espacial dos Estados Unidos realizasse este feito. Neil Armstrong, comandante da missão, foi o primeiro ser humano a pisar na superfície lunar.

Composta pelo
módulo de comando Columbia, do módulo lunar Eagle e do módulo de serviço, a Apollo 11, com seus três tripulantes a bordo, foi lançada de Cabo Canaveral, na Flórida, às 13:32 UTC de 16 de julho, na ponta de um foguete Saturno V, sob as vistas de centenas de milhares de espectadores que lotavam estradas, praias e campos ao redor do Centro Espacial Kennedy e de milhões de espectadores pela televisão em todo o mundo, para a histórica missão de oito dias de duração, que culminou com as duas horas de caminhada de Armstrong e Aldrin na Lua."

in wikipédia

1

1 ano de existência!
parabéns
arco
iris
de
papel

segunda-feira, 20 de julho de 2009

A minha expiação não me gera alívio. E hoje constatou-se o pior:
liberdade condicional.

Expiação

Bem, o ânimo e humor neste blog andam pelas ruas da amargura...Oh God, quanto pesar se carrega por aqui. Oxalá fôssemos como os grandes escritores e esta fase seria frutífera ao nascimento de uma obra de arte.
A angústia sempre me pareceu um àvido motor para quem sabe fazer arte. Oxalá fosse eu capaz de a produzir numa qualquer das suas vertentes, saíndo de mim e vivendo a vida de outrém, atirando para uma tela as feias cores com que vejo o meu mundo hoje e fazendo nascer uma qualquer realidade aos olhos dos outros, ou ser capaz de juntar palavras num poema, num texto, num romance inventado que dissesse mais do que a maior parte das pessoas consegue dizer. Mas não. Não sei. Infelizmente. Fico-me. Com as minhas angústias e lamentos, deixando aqui mais um, e, esperando que amanhã o sol que nasce para todos nasça também em mim.

Nem sei que título dar a isto!!!!

Mais um fim-de-semana deprimente, começou mal e acabou pior...
Nem estudar nem o caraças.
O que vale é que o primeiro exame é já depois de amanhã...

Das duas uma, ou amanhã isto rende o suficiente para compensar estes últimos dias que não tive cabeça para nada, ou então já fui!!!

Sem esquecer que na sexta há outro exame!!

domingo, 19 de julho de 2009

"A fidelidade faz parte da paixão pela propriedade. Abandonaríamos muitas coisas se não receássemos que outros se apoderassem delas."

Oscar Wilde

sábado, 18 de julho de 2009

"Às vezes, quando tudo dá errado acontecem coisas tão maravilhosas que jamais teriam acontecido se tudo tivesse dado certo."

Isto é verdade???? Sim?
Apesar de dizer "às vezes", quero acreditar que é verdade e que acontece sempre...
Que neura,
Nada corre como previsto,
Não há vontade para nada,
A vida continua a mesma,
O cansaço é mais que muito,
Nada muda,
Não há cabeça para estudar,
Nada prevê uma mudança,

Só estou bem onde não estou,

Nem o facto de estar quase a ficar de férias me anima.

Mas que mal fiz eu??!!!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

A contar os dias...

Para a liberdade ou para a liberdade condicional?

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Gostava que a minha vida fosse como o fundo deste blog: cor de rosa! Mas neste momento está mais parecida com o fundo do header...um monte de areia...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

O ano passado por esta altura, já estava de férias.

Quero 2 destes


domingo, 12 de julho de 2009

Triste,
Aborrecida,
Chateada,
Cansada,
Stressada,
Adoentada,
Estoirada,
De rastos,
Gripada,
Impaciente,
Irritada,
Furiosa,
É assim que me sinto agora, mas espero que o mais breve possível possa escrever um post com os antónimos todos...
Julho, Sábado, a estudar a matéria mais odiosa do planeta.
Isto não deveria estar a acontecer em Julho...já deveria ter acabado este martírio.
Reunião dos G8

sábado, 11 de julho de 2009

Sexta para Sábado: são três da manhã e eu a estudar...
Isto está bonito está!!!!!!!

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Eu não sei o que quero ser quando for grande, às vezes acho que sei o que não quero ser, mas a verdade é que não sei nada de nada. Nem sei o que quero, nem tenho muitas certezas sobre o que não quero.

Ally:It's alright to believe in things you know aren't real. Law and love are the same - romantic in concept but the actual practice can give you a yeast infection.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Li um post em http://cuidadoaoabrir.blogspot.com/, em que a actriz Dana Delany enumerava dez coisas que os homens não sabem sobre as mulheres, de todas aquela com que mais concordo é:

Existe algo interessante num homem que sabe conduzir: calmo, bons reflexos, sabe para onde vai, entra e sai de situações com graciosidade, sabe quando deve ir mais depressa e mais devagar. Invariavelmente é bom na cama.

True.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Ainda sobre o Cristy

Eu queria ganhar num mês, o que ele ganha em um dia.
Ai, que dor de cotovelo....

Hoje foi dia...

Cri-cri-cri-cri..Cristiaaaaano Róonaldo.
Madrid: uma cidade tão gira e tanta gente sem ter mais nada que fazer!

Vizinhos

Deve ser fixe não ter vizinhos. Deve ser muito fixe.
Grrrrrh, uma qualquer criatura que habita o mesmo prédio está desde das 10h de hoje a ouvir a mesma música, sem parar, repeat, repeat....Qualquer coisa como: "Boa Soooorteeeeeeeeeee....", se eu apanhasse o cd que ele está a ouvir, ele tinha cá uma sorte...

sexta-feira, 3 de julho de 2009

A ressacar de séries #2



Anatomia de Grey

quinta-feira, 2 de julho de 2009

A ressacar de séries #1



How I met your mother

terça-feira, 30 de junho de 2009

I wish

gostava tanto, tanto, tanto de ser organizada e empenhada e responsável e assim essas qualidades que tanta falta fazem, como ... ... ... ... ... ... ... EU ERA, QUANDO ERA PEQUENINA!Eu fui uma criança responsável e organizada, capaz de orgulhar qualquer mãe, avó e professora, e tornei-me numa adulta completamente desorientada, qualquer dia perco-me no meu próprio quarto.

Playboy, um tema extremamente valorizado

Não é um tema muito interessante, mas vou falar disto porque acho curioso como, por esta blogoesfera fora, quase todos os bloggers falam disso. Não percebo muito das edições da revista no estrangeiro, mas ao que parece, e, dadas as muitas críticas à recém criada versão portuguesa, as ditas estrangeiras devem ser um espectáculo de luxúria, charme e elegância. Enfim, e ao que parece a portuguesa não! As fotografadas não são assim tão espectaculares, quase não se sabe o que fazem da vida. As mulheres portuguesas mais desejadas dificilmente o farão. Opinar sobre a qualidade do trabalho é coisa que não tenho muita legitimidade para fazer, nunca vi as edições estrangeiras, quanto à portuguesa a primeira capa era horrível e folhear só vi uma, e de facto, o que vi não era nada de extraordinário, artísticamente, se fosse lésbica talvez achasse mais piada. Só me faz espécie, uma coisa: tendo em conta que sai todos os meses...daqui a pouco não há famosas portuguesas para se despirem...

Autógrafos

Agora que morreu o Michael Jackson há uma boa hipótese de negócio: vender no e-bay autógrafos ou qualquer coisa que alguém tenha conseguido do cantor. Está valorizado, com tanto fã doidinho para conseguir uma recordação, até se podem subir preços!!! Pergunto-me para que servirão os autógrafos? Nunca percebi muito bem, se bem que, também pedi dois. Quando tinha 8 anos pedi autógrafos aos Onda Choc, e uns anos depois pedi ao Hugo Leal (acho que é assim que se chama...) quando ele jogava no Benfica. Portanto, nunca vou poder vender estes autógrafos que consegui. Acho que não haverá interessados.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Queijadas de requeijão



objectos de desejo

palavras de outrém que se aplicam ao meu caso...

"O telemóvel deixou de ser um objecto essencial para mim. Desde há algum tempo que me esqueço dele na mala, em casa e ao longo do dia nem me lembro sequer que existe. Só muito de vez em quando acontece estar a remexer na mala e lembrar-me do dito cujo e lá reparo que tenho uma ou outra mensagem ou alguma chamada não atendida. É que depois tenho a mania de o ter sempre no silêncio... não gosto de ouvir telemóveis a tocar em público e evito fazê-lo.Talvez me preocupe pouco porque sei que está ali, caso precise dele. Mesmo assim, acho que não me faz grande falta nos dias que correm. Não é um objecto indispensável, pelo menos."

É bom saber que não sou a única "distraída" com o telemóvel...

Nota

Michael, Latoya e Janet Jackson têm os três o nariz parecido! Poderia ser por serem irmãos, mas acho que é mesmo prova de que recorreram ao mesmo cirurgião plástico.
Por mim as eleições bem que poderiam ser exactamente no mesmo dia!!! Assim só se tinha o trabalho de votar uma vez!

domingo, 28 de junho de 2009

Domingos de Junho

Vivendo no meio de uma tempestade tropical...os novos Domingos de Junho: chuvosos!